Melhores cães para apartamento

Quem não gosta de chegar em casa e ser recebido com festa pelo melhor amigo do homem, para quem teve dúvidas de quem se trata, um cachorro é claro, bem fofo, de pelo macio e que gosta de brincar com todo mundo, por isso, corre e já pega um brinquedinho para a diversão começar!

Melhores cães para apartamento

Isso é o que acontece com a maioria das famílias que moram em casas, amplas, espaçosas, com muito quintal, e por isso, se dão ao luxo de ter cães de porte médio a grande, mas, em quem mora em apartamentos? Não pode ter um amigão desses por falta de espaço?

A resposta é, pode ter sim, e quantos quiser, só depende de verificar na convenção do seu condomínio se existe alguma cláusula com restrição a animais, caso contrário, é só escolher uma das raças na lista abaixo dos melhores cães para apartamento, e sair para comprar, mas, pode preparar o bolso, porque alguns custam o peso em ouro!

Conheça os melhores cães para apartamento

Pug

pug
O Pug é um cachorro pequeno e chique, adora um colo, tem pele solta enrugada, e tem aqueles típicos olhos esbugalhados.

Devido ter focinho curto, sua respiração é sempre ofegante em dias quentes, por isso, adoram ambientes refrigerados e com ar-condicionado.

Maltês

maltes-branco
O Maltês pequeno também, tem o corpo alongado, coberto por compridos pelos brancos. Tem o olhar sempre atento, por isso, presta atenção em tudo. É também elegante, orgulhoso, alegre, e carinhoso, por isso, é muito fácil de ensinar.

A vantagem em ter um Maltês no apartamento é que ele quase não tem cheiro de cachorro.

Shih Tzu
É um cachorro pequeno também, alegre, companheiro, atento, amigável e se adpata facilmente a todas as pessoas.

Precisa apenas fazer exercícios leves, e seus pelos merecem atenção diariamente com escovações, há quem prefere deixar o pelo bem curto.

Chihuahua
O Chihuahua é uma das raças mais indicada para apartamento, já que são tão pequenos que podem ser carregados no bolso. Mesmo assim, deve praticar exercícios como caminhadas ao ar livre.

Yorkshire Terrier
Yorkshire Terrier é uma das raças mais procuradas por quem mora em apartamentos, pois se adapta facilmente em pequenos ambientes. Como tem muita energia, precisa passear diariamente.

Shar Pei
Shar Pei são inteligentes, teimosos, limpos, calmos e afetuosos, são inteligentes e aprendem rapidamente, precisam de exercícios diários também.

Buldogue Inglês

buldogue-ingles
O famoso cara de buldogue, tem só a cara de bravo, gosta muito de estar entre pessoas da família, adora um sofá em vez de passear no parque!

Como é o sossego em forma de cachorro, é perfeito para estar entre os melhores cães para apartamento!

Dez alimentos que ajudam a dormir

Ter boas noites de sono é essencial para uma vida mais saudável e tranquila. Hoje em dia, as pessoas têm o cotidiano cada vez mais corrido, repleto de péssimos hábitos alimentares, estresse, e acabam tendo o sono prejudicado, entre outros problemas de saúde.

amendoas

Algumas pessoas não tem uma vida tão estressante, mas mesmo assim não conseguem dormir por causa da maldita insônia, e alguns alimentos podem dar aquela ajudinha básica para pegar no sono. Neste artigo vamos mostrar alguns alimentos saudavéis, saborosos e de preparo prático que podem tornar sua noite de sono muito mas agradavél.

1. Nozes

As nozes contém um poderoso aminoácido chamado triptofano. Esse aminoácido ajuda a regular o sono, pois aumenta a produção de melatonina (hormônio natural produzido pelo cérebro durante a noite para ajudar a pegar no sono) e serotonina (hormônio que produz a sensação de prazer). Esses hormônios juntos ajudam a regular o relógio biológico proporcionando uma noite de sono mas benéfica.

Fonte: http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/bem-estar/noticia/2015/03/entenda-os-beneficios-de-nozes-para-a-saude-intestinal-cerebral-e-vascular-4729671.html

2. Leite e Iogurte

Cálcio é um dos aminoácidos mas importantes para o corpo humano, e nada melhor do que laticínios para encontrá-lo. Os nutrientes encontrados no leite, por exemplo, são essenciais para o corpo humano. Já foi comprovado por estudos que a falta de cálcio no organismo está diretamente ligada à insônia.

3. Banana

Além de ser um bom relaxante muscular, os nutrientes encontrados nessa fruta, como magnésio e potássio, ajudam a relaxar também os músculos e os nervos. A fruta também produz vitamina b6 que aumenta a produção de serotonina. Outro benefício da banana é o preço baixo e a praticidade de consumo do alimento, podendo ser ingerido com leite ou até mesmo com iogurte de frutas.

4. Cereja

Essa pequenina fruta vermelha contém várias propriedades para a saúde do nosso corpo, por ser rica em melotonina, hormônio que nos deixa em um estado de relaxamento. A sua praticidade também chama atenção, pois pode ser ingerida na forma sólida ou até mesmo em um suco.

5. Aveia

Muitos atletas e praticantes de atividades físicas fazem uso diário de aveia, principalmente no café da manhã. A aveia aumenta os níveis de açúcar no sangue dando uma sensação de sonolência após o seu consumo. Também pode ser ingerida com outros alimentos, como leite e a banana.

6. Mel

mel

O mel também pode atuar como indutor do sono, ajudando no relaxamento dos músculos e dos nervos. Uma boa dica é que seja ingerido com um copo de leite quente antes de dormir, já que os laticínios também ajudam no sono como explicamos anteriormente.

Veja mais sobre o mel no seguite link: http://www.mel.com.br/

7. Espinafre

Além de auxuliar na produção de melatonina, o espinafre também é fonte de potássio, magnésio e cálcio. Outras folhas como a couve também contém o mesmo efeito benéfico do espinafre.

8. Alface

O alface contém uma substância chamada lactucário que têm propriedades sedativas. Você pode ingeri-lo em forma de uma deliciosa salada ou até mesmo fazer um suco de alface com hortelã antes de dormir.

9. Peixes

Salmão e anchova também são muito benéficos para saúde e podem ser ingeridos com uma salada no jantar. Outra opção também saborosa porém mas econômica é o atum.

O peixe é rico em vitamina b6 que como já vimos também nos ajuda a ter uma boa noite de sono.

10. Chá de camomila

Estudos comprovaram que o chá de camomila tem substâncias calmantes que ajudam a dormir com mais facilidade agindo no organismo como um leve sedativo. Por isso que algumas pessoas quando ficam nervosas costumam tomar chá de camomila.

Silicone: vale a pena colocar? Entenda os riscos

Muitas mulheres desejam colocar mais silicone nos seios por questões de estéticas ou por questões médicas. Porém, elas são mal vistas e são apelidadas de “siliconadas” o que as fazem desistir da ideia de um dia ter seios “perfeitos”. Logo, não ligue para a opinião de terceiros, porque o mais importante é você se amar seja se “melhorando” um pouquinho seja não se “melhorando”.

Dessa forma, para você fazer a cirurgia e para que a sua autoestima continue alta depois da cirurgia, sem qualquer efeito indesejado, é de vital importância conhecer sobre a cirurgia de aumento de mama.

Confira abaixo o artigo para te ajudar decidir se, realmente, compensa colocar silicone ou não:

silicone-vale-a-pena

Cuidados pós-operatórios

Para descobrir se compensa colocar silicone é importante se atentar que o pós-operatório dura de um à três meses, prazo esse que precisa ser cumprido pelo paciente para garantir uma recuperação segura. No geral, é preciso dormir de barriga para cima, não praticar exercícios físicos e não levantar muito os braços. Também é recomendado, nos primeiros dias depois do procedimento, o uso do dreno e sutiã pós-cirúrgico.

Riscos

É importante ressaltar que qualquer cirurgia envolve certos riscos como, por exemplo, estrias, quelóide, encapsulamento, infecção, reação inesperada da anestesia, entre muitos outros. Entretanto, se tudo for seguido de forma correta conviver com próteses não apresenta nenhum risco à saúde da mulher.

Gastos

Antes de pensar em fazer a cirurgia de implantes mamários é necessário ter um “bom” dinheiro para pagar. Já que o preço depende do médico cirurgião, localidade, tipo, formato e material da prótese, dreno, sutiã pós-operatório e somando tudo dá, por volta de, 8.000 à 10.000 reais. Há, também, gastos com consultas regulares ao médico e após 10 à 15 anos troca da prótese. Você pode ler um post mais detalhado sobre o assunto clicando AQUI.

Decisão final

No fim das contas, simplesmente, tudo depende da sua vontade em colocar, pois a decisão é bastante pessoal. Contudo, para um ótimo resultado siga a maioria dos procedimentos a seguir:

– Não opte por cirurgiões plásticos somente pelo preço mais em “conta”, pois é grande a chance de ser uma “furada” que pode trazer complicações médicas.
– Pegue depoimentos com clientes antigos, mas não espere que o seu resultado seja igual ao de outra pessoa. Já que cada pessoa é uma pessoa.
– Busque informações, principalmente, processos e reclamações da clínica e do médico.
– Verifique a autenticidade do profissional pelo site da SBCP. Acesse AQUI.
– Tente encontrar, com auxilio do seu médico, o volume,em ml, mais indicada para você.

Mais informações sobre os cuidados e riscos você pode encontrar no site Silicone Distrito Federal.

Catequina

Este nome pode parecer estranho não é? Pois saiba que a Catequina pode ser mais útil para você do que pode imaginar agora. Isso se você, como a maioria da população atual estiver afim de perder uns quilinhos. Quer saber o que é a catequina e como ela pode te ajudar? Leia este texto!

catequinas

O que é a Catequina?

Este nome pode soar estranho para a maioria das pessoas, mas a catequina nada mais é que um fitonutriente que tem uma forte capacidade antioxidante.

A composição da Catequina pode variar entre epicatequinas (EC), epicatequinas gallate (ECG), epigallocatechin (EGC) e epigallocatechin gallate (EGCG) e podem estar presentes naturalmente em alguns alimentos.

A catequina no chá verde

A catequina está presente no chá verde e é a substancia responsável pela maioria de seus benefícios por ter elementos nutricionais únicos.

O chá é considerado um superalimento, esteja ele na sua versão verde, preto ou branco, isto porque ambos vem da mesma planta, a Camellia Sinensis que é rica em catequina.

O que gera a diferença entre os chás é a forma em que são feitos, o chá verde por exemplo, é feito com suas folhas sendo secas e cozidas ao vapor, sem serem fermentadas.

A quantidade total de catequinas presentes no chá verde varia entre 13 e 30% do seu peso seco, ou seja, de 200 a 300 mg de catequina por um copo de 500 ml.

Benefícios da Catequina

A maioria dos benefícios do chá verde são causados pela nossa querida catequina, e eles não são poucos. A substancia ajuda na perda de peso, no aumento do metabolismo e outros:

• Cancer: Estudos demonstraram que a taxa de câncer em países que consumem muito chá verde, como o Japão, é menor do que a dos países que não tem seu uso tão forte, isto porque a substancia pode suprimir o crescimento de tumores por dificultar a liberação do fator de necrose tumoral-alfa, responsável por estimular a promoção do crescimento de tumores

• Diabetes: A catequina tem sido usada como uma forma combater a diabetes, isto porque estudos constataram que ela tem um importante papel na prevenção da diabetes tipo 1 e que retarda a progressão da doença uma vez adquirida. O chá verde tem sido tradicionalmente usado para o controle de açúcar no corpo, e a catequina pode normalizar a produção de insulina por diabéticos por inibir ligeiramente as enzimas de digestão de carboidratos

• Doenças cardíacas: As propriedades da catequina podem ajudar na prevenção de doenças cardíacas como a aterosclerose e a doença arterial coronariana. Estatísticas comprovam que quem bebe o chá verde regularmente tem uma chance 36% menor de desenvolver estas doenças já que diminui o nível do colesterol ruim no sangue

• Perda de peso: Além dos outros benefícios citados, a catequina ainda ajuda na perda de peso já que aumenta o metabolismo e ajuda na queima de gorduras. Testes com a substancia fizeram ratos perderem até 21% do seu peso corporal e depois de dias consumindo o chá verde os ratos diminuíram a ingestão de comida em 60%.

Agora a catequina não é mais uma estranha para você, com tantos benefícios é raro quem não fique tentado em fazer seu uso, por isso aproveite estas informações e comece a beber chá verde.

Veja também:

Óleo de Coco

Óleo de Coco

O Óleo de Coco é um suplemento alimentar essencial para a deixar a saúde em dia além de prevenir o aparecimento e a manifestação de várias doenças.

Entre as diversas propriedades que oferece, fortalece o sistema imunológico, promove uma digestão melhor, facilita na absorção de nutrientes, combate vermes e bactérias, entre outros, graças aos ácidos graxos essenciais e ao glicerol encontrados na composição, além do ácido láurico, ácido mirístico e ácido caprílico.

Óleo de Coco

Na verdade o Óleo de Coco é uma gordura feita a partir da retirada da polpa do coco que passa por um processo industrializado somente para a extração do óleo, é triturado, prensado e filtrado, sendo que a fruta em si é também muito utilizada na culinária principalmente em doces e sorvetes.

São muitos os benefícios que o Óleo de Coco traz para o organismo. Conheça os principais:

  • Previne o aparecimento dos radicais livres afastando assim, o envelhecimento precoce;
  • Reduz o colesterol ruim chamado de LDL;
  • Previne o aparecimento de doenças cardiovasculares, alguns tipos de câncer e também afasta problemas que podem ocorrer no cérebro;
  • Indicado para auxiliar no emagrecimento acelera o metabolismo e aumenta a energia;
  • Ajuda os intestinos a funcionar corretamente aumentando a imunidade da flora intestinal;
  • Auxilia o bom funcionamento da glândula tireoide;
  • Combate os primeiros sinais de envelhecimento, assim como as rugas promovendo a hidratação da pele deixando macia e mais bonita;
  • O Óleo de Coco age como bactericida na pele e amenizando cicatrizes, marcas de acnes e até feridas;
  • Ameniza e alivia as queimaduras causadas em acidentes;
  • Alivia a coceira e o inchaço das picadas de insetos;
  • Auxilia no tratamento nas mulheres que tem constantes problemas como candidíase e herpes;

Beneficia os diabéticos aumentando a energia ao consumir o Óleo de Coco que fornece uma sensação maior de saciedade, além de evitar a liberação da insulina, acabando com a vontade de ingerir doces;

Algumas doenças mais sérias como a Síndrome da Fadiga Crônica e também a Fibromialgia podem ser auxiliadas com a inclusão do Óleo de Coco na dieta diária, já que pode neutralizar a infecção, além de reforçar o sistema imunológico, esta é uma grande vantagem pois, geralmente esses tipos de afecções são tratadas pelos médicos com antidepressivos considerados entre os remédios mais fortes que existem.

Vale ressaltar que o Óleo de Coco apresenta inúmeros benefícios para a saúde, mesmo assim, não é indicado misturar junto com a medicação habitual no caso de doenças mais sérias, antes disso, consulte seu médico.

Acesse o Blog Oleos para Tudo e saiba mais sobre os mais diversos tipos de óleos.

Óleo De Cártamo

O óleo de cártamo é um extrato de sementes de cártamo. Existem várias vantagens de se utilizar o óleo de cártamo como a possibilidade de poder aliviar todos os sintomas de doença cardíaca coronária, diabetes tipo 2, hipertensão arterial e arteriosclerose. Embora essas reivindicações ainda não foram comprovadas, muitas pessoas costumam jurar que há benefícios significativos para o óleo de cártamo.

É nessa parte que nós entramos naquela máxima de sempre “você sempre tem que seguir as orientações do seu médico”, por que só ele poderá realmente saber o que pode ou não funcionar para você de acordo com os seus objetivos específicos.

Nunca, em hipótese nenhuma, saia usando coisas, suplementos ou produtos só por que todo mundo está fazendo a mesma coisa. A sua segurança e tranquilidade de saber que você está fazendo o que é o melhor para você deve sempre vir em primeiro lugar.

Dito isso, vamos continuar…

O óleo de cártamo é conhecida por seus altos níveis de vitamina E que pode diminuir problemas respiratórios, ajuda a circulação sanguínea, e fortalece o sistema imunológico. A alta concentração de vitamina E ajuda o organismo a diminuir as chances de problemas cardíacos e câncer, também, o que pode ser muito chamativo para as pessoas que querem usar algum produto que favoreça isso tudo.

Este óleo também é rico em gorduras insaturadas, não tem quase nada de gorduras saturadas e é rico em ômega 3, também, que ajuda o corpo a queimar gordura mais rápido acelerando o metabolismo. Esses ácidos graxos também podem construir as prostaglandinas, que ajudam a controlar as contrações musculares, equilibrar a pressão arterial, e o sistema imunológico.

Quando o óleo de cártamo é esfregada nas raízes de seu cabelo, ele trabalha para fazer grandes melhorias na raíz. Tem sido mostrado que ele pode melhorar a qualidade geral do cabelo e pode dar ao cabelo um brilho lustroso e uma aparência bem mais saudável do que o normal. Além disso, ele também pode ser usado como um hidratante para permitir que a pele tenha um brilho natural de uma forma bem mais simples…

O óleo de cártamo é a prova de que coisas boas podem vir em pequenas embalagens. É bom para o corpo, no interior e no exterior e tem um número surpreendente de aplicações que podem variar de acordo com as suas expectativas e objetivos pessoais.

Como dito antes, ele pode ser usado como um aliado extra se você estiver na caminhada para perder peso, por conta da sua composição ter também o ômega 3. Se esse for um dos seus objetivos, você pode unir o óleo de cártamo junto com a sua rotina de exercícios físicos diários e intensos e a sua dieta regrada e balanceada.

É importante estar com todas as coisas que podem ajudar você a chegar ao seu objetivo de forma mais rápida, mas sempre se lembre de ter certeza de que essas coisas e produtos podem realmente fazer isso por você. Para isso, fale com o seu médico.

Anotou essas dicas aí? Me conte nos comentários o que você achou!
Até a próxima.

Sódio

Sódio

O sódio é um mineral e também um dos conservadores mais antigos no mundo, capaz de impedir o desenvolvimento de micro-organismos que deterioram os alimentos.

Pode ser encontrado também em diversos alimentos, é também um dos principais itens de uma cozinha, tanto de uso doméstico como industrial, vulgarmente é conhecido como sal, responsável em dar sabor aos pratos principalmente os quentes.

A ingestão recomendada de sal ideal de um modo geral para uma pessoa, é de aproximadamente 6 g por dia, a mesma quantidade que tem 1 colher de chá, mas, atenção, esta quantidade é apenas, para pessoas que não sofrem de hipertensão (pressão alta).

Já para as pessoas que já apresentam problemas de pressão alta, a dose diária do produto recomendada é no máximo de 35 mg, ou, conforme a prescrição médica.

Sódio

Quais os riscos de consumir sódio em excesso

O sódio, ou o sal, quando consumido em excessos provoca a liberação de alguns hormônios que podem causar vários problemas como a retenção de líquidos e ainda, elevar a pressão sanguínea, tudo isso, prejudica o funcionamento do coração, já que terá que trabalhar mais rápido.

Quando esse quadro se agrava, a quantidade de sódio ingerido deve ser praticamente zero, afim de tentar reverter o problema.

Já as mulheres idosas devem consumir a menor quantidade possível de sal mesmo que não sejam hipertensas, já que o excesso de sal no organismo acaba provocando a liberação do cálcio através da urina, o que levaria ao desenvolvimento da osteoporose.

Quais outras fontes existentes de sódio

Existem no mercado dezenas de alimentos industrializados a disposição do consumidor, e todos geralmente tem quantidades elevadas de sódio, afim, de garantir a durabilidade do produto, portanto, a dica é ler as informações no rótulo, antes mesmo de adquirir o produto.

Estes alimentos são encontrados em diversas categorias entre os principais estão os frutos do mar, os enlatados, as conservas como picles e azeitonas, embutidos e defumados como salame, salsicha, linguiças entre outros, além dos pacotes de salgadinhos.

Quantos tipos de sal(sódio) existem

Atualmente existem vários tipos de sal(sódio) a venda para consumo, entre os quais os mais vendidos são:

Sal refinado

É o sal comum utilizado no preparo de alimentos, acrescido de iodo conforme lei.

Sal marinho

É um sal granulado e por não ser refinado, não tem a obrigatoriedade de ter iodo na composição.

Sal grosso

Este é outro tipo de sal granulado e também como não é refinado sem iodo, utilizado somente em churrascos, ou, como auxiliar na limpeza de ambientes.

Flavonoides

Flavonoides

Os flavonoides pertencem ao grupo de compostos fenólicos que são extraídos de pigmentos de algumas plantas, os quais beneficiam o organismo devido apresentarem propriedades antioxidante, anti-inflamatória, antirreumática, e são indicados também para a prevenção de tumores e câncer

Podem ser encontrado em diversas frutas, flores e vegetais, atualmente já estão identificados cerca de 5 mil tipos de flavonoides diferentes classificados como chalconas, flavonas, isoflavonas, antocianinas, auronas, flavonóis, entre outros.

Os flavonoides já fazem parte do dia a dia já que sempre estão presentes no cardápio, lembre-se de consumir cada um deles para conseguir ao máximo de benefícios para a saúde. Confira quais são:

Flavonoides

Chá preto, branco e verde

O ideal é consumir as folhas de chá sem processamento, pois são mais ricas em flavonoides.

Soja

O grão de soja é rico em isoflavonas, indicado para a saúde da mulher, já que pode reduzir sintomas da menopausa, osteoporose e baixar os níveis de colesterol.

Frutas vermelhas

São antioxidantes evitam o envelhecimento das celulas, dessa forma previne o aparecimento de tumores, e ainda, ajudam a memória.

Alho

O alho é rico em flavonoides e apresenta propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas, antivirais, baixa o nível do colesterol e evita problemas cardíacos.

Maçã

A fruta tem vitaminas, sais minerais, fibras e a quercitina, um flavonoide indicado para reduzir o risco de AVC, e câncer no estômago, pulmão e fígado.

Chocolate amargo

Contém a flavonoide chamada catequina, antioxidante, antialérgica e anti-inflamatória. Quem consome chocolate amargo tem menso chance de desenvolver problemas cardíacos.

Uva, vinho tinto e suco de uva

Devido aos flavonoides presentes na uva e derivados, previnem doenças cardíacas, reduzem o colesterol e previnem o envelhecimento prematuro das células, aliado ainda contra diabetes e na prevenção do câncer.

Espinafre

Possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, previnem o aparecimento de radicais livres. Graças ao carotenoides presente nas folhas melhora a visão.

Brócolis

É um vegetal que pode prevenir o desenvolvimento de câncer principalmente no pulmão, órgão dos mais afetados nos fumantes.

Cebola

Este é um dos vegetais que mais fazem parte nas refeições diárias, seja como guarnição em saladas, sobre os bifes ou como tempero do arroz e feijão. Tem propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas.

São mais de 5 mil itens ricos em flavonoides para escolher e compor o cardápio, e todos tem propriedades fantásticas que só beneficiam o organismo. Portanto, vale a pena tornar os pratos mais saborosos e coloridos na hora de se servir, já que cada cor pode significar flavonoides diferentes na mesa.

Proteínas

Proteínas

Proteínas são as macromoléculas que se encontram no organismo e são responsáveis pelo crescimento de unhas, cabelos, na manutenção da pele e ainda, pela construção de músculos, podendo ser fabricado pelo organismo, ou, ser obtida através da alimentação.

A proteína pode ser encontrada sob a forma de alimentos de origem animal como carnes, peixes, ovos, leite, queijos e iogurtes, e também pode ser de origem vegetal como encontrada nas ervilhas, na soja, entre outras.

As proteínas dos vegetais podem ser encontradas no feijão, nos grãos, nas lentilhas e no arroz, mas, para serem transformados em proteínas de boa qualidade precisam fazer as corretas parcerias, como os exemplos abaixo:

O prato preferido dos brasileiros é o 1º da lista, o arroz e o feijão, seguido de outros menos conhecidos como ervilhas e milhete; lentilhas e trigo sarraceno; quinoa e milho e arroz integral e ervilhas vermelhas.

Proteínas

As Proteínas x Atletas

Para os novos atletas que pretendem adquirir massa muscular em pouco tempo, uma dica, é necessário ingerir proteínas após o treino, esse é um meio de evitar lesões, além de auxiliar na recuperação dos músculos.

Qual a quantidade de proteínas diária para ganhar massa muscular

Para o atleta que segue uma dieta o ideal é ingerir 1,5 gramas de proteína por cada quilo de seu corpo por dia, dessa maneira fica mais fácil aumentar a massa muscular e definir o corpo, principalmente quando são feitos os exercícios para hipertrofia muscular.

O que são alimentos ricos em proteína magra

São os alimentos que apresentam uma quantidade de gordura muito mais baixa se comparado a outros, como por exemplo os alimentos vegetais em geral, e também podem ser de origem animal como frango sem a pele, somente a clara de ovo sem a gema, e peixes magros como a pescada, já que cada grama de proteína tem apenas 4 calorias, por isso, é importante conhecer o valor de cada alimento.

O consumo da proteína proporciona uma saciedade mais prolongada, e o ideal é combinar porções de proteínas magras como arroz, pães e massas integrais, essa é a melhor forma de reduzir a ingestão de carboidratos, responsáveis pelos depósitos de gordura que se formam ao redor da cintura, conhecido como gorduras localizadas.

Para as pessoas que estão querendo eliminar alguns quilos e ainda ficar com a barriga zerada, a dica é monte seu cardápio com proteínas magras, como peixes, aves, queijos brancos, ovos, e vegetais, e inclua junto arroz, massas, e pães integrais.

E se conseguir consumir alguma proteína logo no café da manhã, dificilmente sentirá fome no decorrer do dia. Experimente!

Vitamina C

Vitamina C

A vitamina C, é outro nutriente que está entre os mais importantes para o organismo, conhecido também como ácido ascórbico é uma vitamina que pode ser dissolvida em água facilitando a ingestão e pode ser encontrada em forma de sucos líquidos, em pó e até como tabletes efervescentes.

As propriedades benéficas existentes na Vitamina C, podem ser fornecidas ao organismo através de alimentos ricos com este poderoso nutriente encontrado somente em frutas e nas verduras, como na laranja, no goji berry, na acerola, no kiwi, na goiaba, no couve manteiga e no brócolis.

Saiba quais são os benefícios em incluir a Vitamina C no cardápio diário

Vitamina C 

Afasta risco de doenças

Fortalece o sistema imunológico, atuando para o aumento das células responsáveis no combate a micro-organismo, aumentando ainda, os níveis de anticorpos, dessa maneira o corpo fica prevenido contra vários tipos de doenças.

Previne envelhecimento precoce

Uma das melhores maneiras de evitar o envelhecimento da pele é a Vitamina C, pois, auxilia na produção natural de colágeno, proteína responsável em dar sustentação e evitar a flacidez, além de ser antioxidante ideal no combate aos radicais livres deixando a pele mais suave e com aparência mais jovem.

Fortalece os ossos

Como o colágeno é estimulado pela Vitamina C, também beneficia o organismo com o fortalecimento dos ossos, dentes, tendões e vasos sanguíneos.

Vitamina C + Ferro

A Vitamina C é importante inclusive para auxiliar o organismo no combate a anemia que tem sintomas como desânimo, raciocínio lento, e até excesso de sono, pois, interage com o corpo para absorver melhor o ferro recebido através de alimentos, ou, de medicações.

Previne doenças oculares

Doenças provenientes de idade avançada podem ser evitadas com a inclusão da Vitamina C no cardápio diário, como a degeneração da mácula, a qual pode afetar a retina e consequentemente pode levar até a cegueira.

Prevenção de AVC

Como o nutriente tem altas concentrações de colágeno e elastina, juntas podem evitar a ruptura de coágulos e ainda, pode prevenir a formação de novas placas nas artérias no cérebro.

Melhora estados gripais

O uso de Vitamina C ou do ácido ascórbico através de comprimidos efervescentes podem ajudar a minimizar os sintomas de gripes e resfriados. E para reforçar o organismo tome por mais alguns dias mesmo depois da melhora, pois, com certeza o corpo está com a Vitamina C em baixa.

Proporciona bem-estar

Tomar Vitamina C regularmente pode significar melhorar o humor, pois, é um nutriente essencial na produção de neurotransmissores como a serotonina, adrenalina, noradrenalina e dopamina, responsáveis pelo bom humor.